Insights

Por que as médias empresas de tecnologia devem listar ações na Bolsa de Valores?

As maiores empresas de tecnologia do mundo como a Apple, o Google, o Facebook e a Microsoft estão listadas na Bolsa de Valores americana.

No Brasil, algumas empresas, como a Sinqia, a Totvs e mais recentemente a Locaweb, já garantiram seu espaço no mercado da Bolsa de Valores, que por sinal deve abrigar muitas outras empresas do setor no futuro próximo.

Isso porque, já está mais do que comprovado que ter acesso a Bolsa de Valores é um excelente negócio, principalmente para as empresas de tecnologia que costumam ser vistas com bons olhos, atraindo um grande número de investidores.

Se você ainda é daqueles que duvidam do potencial das empresas de tecnologia na Bolsa de Valores, basta analisar o último IPO do setor na B3, onde a Locaweb movimentou aproximadamente R$ 1,5 Bilhão.

Além de movimentar um volume gigantesco logo na estreia, as ações da empresa disparam quase 20% no mesmo dia, saindo do seu preço inicial de R$ 17,25 para alcançar o patamar de R$ 20,60. Mas, engana-se quem pensou que pararia por aí, mesmo com um ano não muito favorável para a economia em geral, as ações da empresa continuaram em alta, chegando a cotações acima dos R$ 70,00.

Com o significativo montante arrecadada na sua Oferta Inicial de Ações, a empresa foi as compras e já anunciou as suas primeiras aquisições.

Com o foco muito bem definido nas pequenas e médias, a Locaweb foi às compras e anunciou neste mês de outubro duas aquisições em um intervalo de 7 dias. A empresa adquiriu a Social Miner e a Etus. A primeira oferece soluções de tecnologia para o e-commerce e a segunda é oferece serviços em gestão de redes sociais para empresas.

Juntas as operações custaram cerca de R$ 41,1 milhões de reais. Mas, as compras não devem parar por aí. Segundo a Locaweb, até o final deste ano mais 5 aquisições importantes devem ser anunciadas.

O início da trajetória da Locaweb na Bolsa de Valores é um forte indicativo para outras empresas de tecnologia que pretendam valorizar a sua marca e receber aportes importantes que podem ser utilizados para a aquisição de outras empresas, desenvolvimento de novos produtos e expansão dos negócios.

Quais são as principais vantagens da abertura de capital na Bolsa de Valores para empresas?

Deseja saber mais sobre as vantagens que a sua empresa pode encontrar ao entrar com um pedido de abertura de capital na Bolsa de Valores, então continue conosco e confira!

Captação de recursos no mercado: Sem dúvidas a captação de recursos no mercado  de ações é um dos principais incentivos para que as empresas decidam abrir o seu capital. Na maioria dos casos, as empresas conseguem captar dezenas ou centenas de milhões de reais, enquanto algumas chegam a captar recursos na ordem dos bilhões de reais!

Expansão dos negócios e investimentos: Outra grande vantagem relacionada ao lançamento da empresa na Bolsa de Valores diz respeito a alavancagem dos negócios e aceleração da expansão e dos investimentos com base nos recursos captados junto aos investidores.

Melhoria dos processos internos: Como requisito para entrar na Bolsa de Valores, as empresas precisam investir pesado na melhoria de processos internos de gestão e também no desenvolvimento da sua força de trabalho. Investimento, que melhora os processos da empresa como um todo, gerando maior eficiência e redução de custos.

Alto potencial de marketing e visibilidade: Por fim, não podemos deixar de destacar o alto potencial de marketing e a visibilidade que a abertura de capital proporciona para as empresas.

Quais são as etapas para que uma empresa de tecnologia registre um pedido de abertura de capital na Bolsa de Valores?

Confira de forma resumida quais são as etapas que uma empresa precisa percorrer para ter as suas ações negociadas na Bolsa de Valores.

1.Análise de conveniência: Como primeira etapa em relação aos preparativos para entrar na Bolsa de Valores, a análise de conveniência, objetiva verificar se a empresa interessada está preparada para esta nova e importante etapa e quais são as melhorias internas que precisam ser implementadas nos seus processos para adequação as exigências do mercado.

2.Análise da atratividade da empresa no setor: Logo após a análise de conveniência, é preciso analisar a atratividade da empresa perante o mercado e seus potenciais investidores.

Quando o assunto são as empresas de tecnologia, a análise de atratividade certamente, não será um grande problema, visto que empresas deste setor contam atualmente com um grande apetite dos investidores.

3.Avaliação da empresa e do seu valor provável no IPO: Avançando no processo de IPO, é hora de finalmente determinarmos alguns fatores importantes para a precificação das futuras ações, como:

  • Valor de mercado da empresa;
  • Valor inicial das ações;
  • O número de ações a se colocar no mercado;
  • O percentual da participação sobre os negócios da empresa que será colocado à disposição do mercado;
  • A destinação dos recursos captados por meio da abertura de capital.

4.Preparação final da empresa para o IPO: Após todas as análises e avaliações acima listadas, finalmente chegamos à etapa final de preparação para o processo de IPO, onde entre outros são definidos os seguintes pontos:

  • Escolha e contratação da auditoria externa;
  • Escolha e contratação do banco de investimentos;
  • Escolha e contratação da consultoria jurídica;
  • Desenvolvimento da área de relação com investidores;
  • Definição de estratégias especializadas de marketing para divulgação do IPO;
  • Definição da política de distribuição de dividendos;
  • Preparação do prospecto;

É claro, que esse é um pequeno resumo relacionado ao processo de abertura de capital na Bolsa de Valores. O processo envolve diversas adequações e um longo preparativo.

No entanto, as empresas que são bem estruturadas e decidem pela abertura de capital, acabam colhendo bons frutos, dentre eles a significativa expansão dos seus negócios.

Deseja saber mais sobre o processo de abertura de capital e entender com a sua empresa pode ser beneficiada?

Conheça a BR Efforts uma empresa especializada na prestação de serviços “Outsourcing” e “Insourcing” para todos os tipos de negócios, com foco, em startups e empresas de médio porte.

Trabalhamos nas áreas Contábil, Impostos, Trabalhista, Societário, Finanças, Controladoria, Consultoria Empresarial, Projetos de inovação e tecnologia e gestão empresarial.

Nos permita auxiliar a sua empresa a crescer e a desenvolver políticas internas e processos sólidos de gestão empresarial e governança. Prepare a sua empresa para o futuro e para as oportunidades de mercado. Entre em contato conosco!