Insights

Por que e como fazer uma recuperação total da sua empresa em 2021? 

O final do ano está quase chegando; faltam apenas alguns dias para a virada. Se, para as pessoas normais, o ano só começa em 1º de Janeiro, os empreendedores e empresários sabem que, nos negócios, ele começa bem mais cedo.

É que você precisa tomar decisões importantes antes do primeiro dia. Por exemplo, se você quiser fazer uma recuperação total da sua empresa em 2021, é melhor tomar uma atitude agora.

Nós não usamos esse exemplo por acaso; a recuperação é uma iniciativa que pode realmente mudar o futuro de qualquer negócio, e muitos empreendedores deviam estar pensando nela agora mesmo. Infelizmente, poucos entendem o que significa, conhecem seus benefícios ou sabem transformar o conceito em ação.

Foi por esse motivo que criamos esse artigo: para explicar porque e, ainda mais importante, como você pode fazer uma recuperação total da sua empresa em 2021.

O que é?

Quando falamos em recuperação total da sua empresa, nos referimos a uma recuperação que engloba finanças, processos e gestão. Em termos simples, colocar a casa em ordem.

É preciso fazer uma recuperação total para garantir que os resultados (isto é, os lucros) aumentem. Do contrário, mesmo que você alavanque as vendas ou aumente os preços, a receita extra pode ir parar em algum “buraco negro”, sem se refletir em nenhum benefício concreto para a empresa.

É importante perceber que, ao se comprometer com a recuperação total da empresa, você está se propondo a otimizar todas as atividades da empresa – pois todas elas geram um impacto sobre as finanças. Vamos ver alguns exemplos:

  • Na produção, o consumo de matéria-prima afeta os custos
  • Na logística de entrega, a contratação de parceiros afeta os custos
  • Nas vendas, a política de descontos afeta a receita
  • Na cobrança, a taxa de inadimplência dos clientes afeta o fluxo de caixa
  • No atendimento, a perda de clientes por insatisfação afeta a receita

Você consegue pensar em outras atividades da sua empresa e como elas impactam as finanças do negócio?

Por que?

A recuperação total da sua empresa exige um investimento de tempo, trabalho e recursos; naturalmente, você vai querer um bom motivo para fazer isso. Aqui vai: ela é indispensável para promover o bom desempenho financeiro do negócio. Em outras palavras, por meio de uma iniciativa de recuperação total, você pode:

  • Recuperar uma empresa que está ameaçada de acabar;
  • Atrair investimentos para promover a expansão;
  • Tornar a empresa ainda mais interessante para possíveis compradores.

Perceba que não importa se o negócio vai muito mal ou se ele vai bem, ou até mesmo se você pretende se afastar dele no futuro; fazer uma recuperação total da sua empresa em 2019 vai trazer benefícios em qualquer cenário.

Como?

Agora, chegamos à parte prática. Para fazer uma recuperação total da sua empresa, o que é preciso? A resposta é mais simples do que você pode imaginar, mas ela vem em dois estágios distintos.

Em caráter imediato, você precisa de contabilidade. No entanto, não estamos falando da contabilidade do jeito que você provavelmente imagina: contadores trabalhando sozinhos com planilhas e notas fiscais, em uma salinha fechada em algum escritório escuro.

Não; a contabilidade necessária para realmente colocar a casa em ordem deve ser desempenhada com viés estratégico. Ela exige uma boa dose de entendimento da sua empresa e do seu mercado, porque não vai te dar números estáticos, mas sim uma análise do que esses números significam; um diagnóstico das oportunidades que eles indicam para a melhoria do desempenho financeiro do seu negócio.

Quer um exemplo? Se o mercado no qual sua empresa atua está em recessão, manter a mesma estrutura de custos adotada quando o segmento estava em crescimento é arriscado. No momento em que o impacto da crise gerar seus efeitos, o resultado vai ser desequilíbrio financeiro. No entanto, uma contabilidade meramente reativa não vai lhe dizer isso até que seja tarde demais!

O segundo estágio refere-se a assegurar que a casa continue em ordem em longo prazo. Sem uma medida de continuidade, seu investimento na recuperação vai ser perdido quando tudo sair do lugar novamente; essa medida é o desenvolvimento de governança corporativa. Caso o conceito seja novo para vocês, o IBGC traz uma excelente definição:

“Governança corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas.

As boas práticas de governança corporativa convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para a qualidade da gestão da organização, sua longevidade e o bem comum.”

Entre outras coisas, isso quer dizer que é preciso adotar controles financeiros mais eficientes, especialmente em relação a informações essenciais para a gestão do negócio, como o fluxo de caixa. Lembre-se que um fluxo de caixa que não representa fielmente a realidade da empresa pode levar o gestor a tomar decisões incorretas, como realizar compras que vão deixar as contas no vermelho e prejudicar sua reputação entre os fornecedores.

E a governança corporativa ainda tem um benefício adicional. Quando pessoas de fora olharem para sua empresa – sejam fornecedores, parceiros, clientes, investidores ou até possíveis compradores – eles verão a sua busca por governança como um sinal de transparência. Considerando os altos riscos de manter relações com empresas que adotam más práticas (especialmente em vista dos escândalos recentes de corrupção privada), a transparência é um fator essencial para garantir a continuidade dessas relações.

E então, o que você acha de começar a trabalhar na recuperação total de sua empresa hoje? Apesar de termos dito que é “simples”, não significa que é “fácil de fazer”, especialmente sem informação ou o apoio de profissionais especializados no assunto. Por isso, o primeiro passo é aprender mais sobre o assunto. Então, aproveite para inscrever-se agora mesmo na newsletter da BR Efforts, e receba mais conteúdos exclusivos por e-mail!